Como vedar juntas de dilatação térmica

Roberto Massaru Watanabe
Roberto Massaru Watanabe
Roberto é engenheiro civil formado pela USP e especialista em patologias das edificações.

A junta de dilatação térmica é uma fresta deixada entre certos componentes da edificação para permitir o livre movimento de dilatação e retração provocado pela variação de temperatura do ambiente. Sem essa fresta, o componente (parede, muro, laje) pode trincar.

Prédios largos, paredes longas e muros compridos precisam ter diversas juntas de dilatação térmica. A distância entre uma junta e outra depende das temperaturas atingidas no local e do nível de exposição solar daquela parede ou laje.

Sendo uma fresta, a junta permite a passagem de água e deve ser devidamente vedada, tomando-se o cuidado de não interferir na sua função como junta de dilatação térmica.

A infiltração de água pela junta de dilatação não vedada pode aflorar no pavimento inferior

Fita mata-junta (Fugenband)

Junta de dilatação Fugenband

A solução de escolha para vedar as juntas de dilatação é a chamada fita mata-junta, ou Fugenband. Feita em PVC, deve ser embutida no concreto da laje, durante a fase de concretagem. É flexível e resistente à radiação ultravioleta. Seu formato é capaz de absorver a movimentação da juntas.

Junta de dilatação Fugenband

Perfil para junta em borracha

No caso de falência da fita Fugenband, infelizmente não é possível instalar uma nova fita, pois ela deve ser embutida na fase de concretagem da laje. Quebrar a laje para refazer a junta e instalar a fita não seria uma alternativa viável, pois corre-se o risco de expor a armadura do concreto e de diminuir a resistência da laje.

Nesses casos, está indicada a instalação do perfil para junta em borracha, disponível em rolos.

Junta de dilatação

Para adquirir essa peça no tamanho correto, é preciso saber a largura da junta. O perfil deve ser ligeiramente mais largo que a junta, para que permaneça sob pressão dentro da junta após instalado.

Antes da instalação, é preciso examinar a superfície interna da junta, que deve estar lisa, livre de irregularidades. Somente o perfeito contato das superfícies da junta com a peça é que garantirá a vedação. O tratamento pode ser feito com borracha de silicone aplicado em finas camadas.

Na hora da instalação, é essencial que a peça seja introduzida sob pressão, para que suas abas laterais fiquem apertadas contra as laterais internas da junta.

Para evitar a penetração de sujeira e o desenvolvimento de vegetação dentro da junta (o que iria prejudicar o funcionamento da peça), recomenda-se a instalação de uma guarnição metálica que vai encaixada no vão da junta.

Borracha de silicone (solução paliativa)

A vedação da junta com borracha de silicone é uma solução simples, porém temporária (poucos meses). A borracha de silicone não é capaz de acompanhar os movimentos de dilatação e retração que ocorrem na laje. O resultado é o surgimento de folgas, que permitem, inclusive, o crescimento de vegetação. Em pouco tempo, a junta volta a ser totalmente permeável à água.

Compartilhe esse artigo

Facebook
Twitter
WhatsApp
Email
Imprimir

Compartilhar

Artigos relacionados

Leia também

plugins premium WordPress